Pesquisa no Blog

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

DICAS PARA UM BOM ESTUDO - parte II


Por Julio César Gonçalves 

O conhecimento é um processo em que se estabelece uma relação entre o sujeito cognoscente e o objeto cognoscível, isto é, é a relação entre o sujeito que tem a potência do conhecer, com o mundo que se de deixa conhecer. A produção do conhecimento não é um processo simples e fácil. Muitos confundem informação com o próprio conhecimento. O fato é que estudar não é uma tarefa muito simples. A leitura pura e simplesmente, não pode, por si só, ser considerada um estudo. Da mesma maneira não pode sê-lo aquela velha mania de ler tudo até minutos antes de uma prova. Se faz necessário um bom planejamento de estudos, organização e disciplina. Sem os quais, os esforços serão em vão, bem como os resultados esperados.
Método, estratégias e técnicas de estudo podem ajudá-lo a desenvolver melhor hábitos positivos para que possa haver, de fato,  aprendizado. 
Com base nessas constatações, as dicas dessa semana vem ao encontro de muitos anseios. Confira!

CRIE METAS E PLANEJAMENTO - É muito importante que você saiba onde quer chegar com seus estudos, por isso, estabelecer metas e objetivos tangíveis são ótimos recursos para começar a percorrer um caminho rumo ao alcance de cada um deles. Comece listando tudo o que você precisa ler e estudar. Depois divida tudo por dias (adaptando conforme seu horário e disponibilidade). Desse modo você poderá estabelecer prioridades e se empenhar focado no seu planejamento. Lembrando que toda meta precisa ser atingível para que não haja frustração. As chances de sucesso serão maiores!

TENHA UM LOCAL DE ESTUDOS - Ter um local específico para estudar significa que você estará em um ambiente livre de distrações e o hábito de estudar nesse ambiente, fará com que seu cérebro se acostume e, de certo modo, quando você estiver nesse local ele entenderá que precisará se concentrar. Reprogramar o nosso computador (cérebro) é fundamental. Por mais que você consiga estudar em frente à TV, ouvindo música ou deitado na cama, estes não são estímulos neuronais para o estudo. Você está enviando mensagens ao seu cérebro que não correspondem ao que você espera dele. 

DISCIPLINE O SEU TEMPO - Administre seu tempo. Você pode fazer um cronograma de suas atividades diárias, de modo a facilitar que você seja fiel a ele. Esse cronograma pode ser, desde um quadro com as atividades e os horários para a consecução de cada uma, ou mesmo uma simples lista de tarefas diárias que você pode organizar separando-as por prioridades (em ordem crescente, numérica ou alfabética). Por exemplo, você tem que estudar para duas provas que acontecerão amanhã, tem um trabalho para entregar no dia seguinte às provas e deve estudar um texto para a aula de hoje. Você pode identificar cada uma dessas tarefas com números por ordem de prioridade (1º - Leitura do texto para a aula de hoje; 2º - Estudar para as provas de amanhã; e, 3º - Elaborar o trabalho para depois de amanhã).

REVISE - Pouco adianta você se matar de estudar e depois largar o material de lado. É importante que você esteja sempre revisando a matéria que estudou, por isso, sempre que chegar da aula, pare um pouco para relembrar o que foi trabalhado em sala de aula com o professor. Refaça as suas anotações, transformando-as em um pequeno texto, pois, além de rever o assunto, você também está compondo um bom material de consulta para estudos posteriores. 

BONS ESTUDOS e até a próxima dica ! ! !
Postar um comentário

DIRETO AO ASSUNTO - TEMAS DO BLOG