Pesquisa no Blog

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

GANHEI NA LOTERIA DA VIDA


Por Carolina Mussolini

Na última quinta-feira, 24 de setembro, o editorial do jornal O Imparcial, veículo impresso de Presidente Prudente, interior de São Paulo discutiu a doação de órgãos. No texto eles afirmam que as pessoas realizam a doação por “ato de amor”.
Hoje, 27 de setembro é comemorado o Dia Mundial do Doador de Órgãos e eu posso dizer que ganhei na loteria, na loteria da vida. Diferente do que você pode estar pensando eu não precisei de um órgão, eu doei, e para mim foi a sensação de ganhar na “Mega da Virada”.

Ganhar um bilhete na loteria hoje é uma sorte para poucos, e eu ter sido compatível com uma pessoa que necessitava de uma medula foi uma realização.
A compatibilidade de medula ocorre em uma média de 1 para 100 mil. E ainda mais, a combinação de genes entre doador e paciente deve ser entre 90 a 100%, ou seja, muito raro.
Minha doação ocorreu há dois anos. Minha medula hoje está no corpo de alguém que não conheço, não sei o nome e nem onde vive. O sentimento que tenho hoje é alegria, amor, gratidão, pois para mim quem tirou a sorte grande fui eu. Saber que meu órgão pôde proporcionar a saúde e quem sabe a vida a outra pessoa, é indescritível.
Agora, considero que esta pessoa que recebeu minha medula é um filho que Deus colocou em meu caminho ou eu no caminho dele. Como disse, não sei quem é, só espero que esteja com saúde e vivendo feliz, porque eu me sinto plenamente grata por ter tido esta oportunidade.

CAROLINA MUSSOLINI é jornalista, coach de comunicação e professora universitária. Também é uma colaboradora do nosso Blog.
Postar um comentário

DIRETO AO ASSUNTO - TEMAS DO BLOG