Pesquisa no Blog

domingo, 20 de outubro de 2013

DECEPÇÃO

UM CERTO SALÃO DO LIVRO
 
Não é a primeira vez que me decepciono com a cultura não-leitora de Presidente Prudente. Calma, eu explico! Desde quando comecei a trabalhar aqui em Prudente vi várias livrarias abrirem e fecharem (algumas de peso, como a NOBEL presente na cidade há bastante tempo, outras nem tanto, fadadas ao fracasso antes mesmo de completar um ano). O fato é que sempre me inquietei com isso. Como pode uma cidade desse porte, com duas Universidades (uma pública, inclusive) e mais outras duas faculdades, não garantir nenhuma livraria boa?
As alternativas são os sebos, mas...
É óbvio que estou generalizando e que muita gente compra livro pela internet.
Bom... hoje fui ao Salão do Livro. Fui mais para desencargo de consciência, porque das outras edições anteriores quase não aproveitei comprando livros. Muitos livros de autoajuda e poucos que de fato ajudam... O que salvou mesmo foram as atrações. Acontece que hoje a frustração foi muito maior, nem as parcas livrarias de algum prestígio, nem as atrações foram o suficiente para prender as pessoas (pelo menos no período em que fiquei por lá). Passava pelas pessoas e ouvia críticas em relação à qualidade dos livros, aos espaços vazios "uma meia dúzias de editoras" e à falta de melhores opções editoriais.
Não sei como foi a organização deste evento, nem tampouco qual é o público-alvo esperado pelos organizadores, mas percebo nitidamente uma decaída crescente da qualidade anualmente desde a primeira edição até esta quarta.
Será isso um reflexo da própria realidade prudentina? Não sei... Só sei que saí decidido: "A partir do ano que vem não vou mais".
 
Em 2010 postei uma crônica literária sobre a Bienal do livro. Acho oportuna a ocasião de trazê-la de volta (clique no link). espero que gostem... MARINHEIRO DE PRIMEIRA VIAGEM
Postar um comentário

DIRETO AO ASSUNTO - TEMAS DO BLOG