Pesquisa no Blog

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

DICAS PARA UM BOM ESTUDO - parte III


Por Julio César Gonçalves

Boa parte das assessorias educacionais que presto, percebo uma dificuldade muito grande na organização do tempo para a efetivação das tarefas. Às vezes tarefas simples deixam de ser realizadas pelo mal aproveitamento do tempo. Sei que receitas prontas muitas vezes não ajudam, mas quando a situação é muito complicada, podem sim dar uma mãozinha.
Conheci esse método há alguns anos quando precisava lutar contra mim mesmo e as distrações que criava para terminar o TCC na graduação. Foi o que me salvou! Com ele consegui focar mais na pesquisa e deixar para segundo plano o que era de segundo plano. Hoje ela não me é mais válida, mas não posso negar sua utilidade.
Bom, sem mais delongas, segue o método conhecido como "Pomodoro".

POMODORO

método Pomodoro de Gerenciamento do Tempo (baixe o livro com o método completo) surgiu no início da década de 1990 com o intuito de auxiliar na execução de tarefas no decorrer do dia, a partir da seleção prévia e o estabelecimento de prioridades. Então, divide-se o tempo total para realizá-las em porções de 25 minutos para ações e intervalos de 5 minutos de pausa (geralmente marcados por um timer de cozinha - muitos, no formato de um tomate que em italiano se diz "pomodoro", explicando o nome do método).
Os pontos fortes dessa técnica, segundo o meu ponto de vista, é a organização de uma lista com as tarefas a serem executadas durante o período de tempo que se dispõe. Muitas pessoas perdem muito tempo por não planejar suas ações, ou pior, se vê desesperado para cumprir tarefas importantes num curto espaço de tempo, porque não estabeleceu prioridades. Outro ponto essencial está em estabelecer uma meta temporal para realizá-las; esse é um fator motivacional imprtante. Talvez 25 minutos não seja o tempo ideal (e aqui está minha crítica a esse método que fixa períodos de tempo uniformes), pode ser que seja necessário a adaptação temporal à cada atividade a ser desenvolvida. O tempo do descanso também é importante. Às vezes na ânsia de terminar logo a atividade, abrimos mão das pausas e intervalos. Estes são necessários, inclusive para a oxigenação do cérebro e o aumento da concentração. Quando damos pausas entre os períodos de realização das tarefas, estamos emitindo uma mensagem ao nosso cérebro de que "quando eu voltar, preciso estar concentrado". 

INDICAÇÃO: Sugiro para quem precisa estudar, mas tem muita dificuldade em se concentrar nos estudos. Essa divisão do tempo se faz necessária e ir aumentando gradativamente conforme a prática, auxilia a aumentar também a quantidade de tempo em que se fica concentrado na leitura.
Bons Estudos!
Postar um comentário

DIRETO AO ASSUNTO - TEMAS DO BLOG