Pesquisa no Blog

terça-feira, 17 de agosto de 2010

ÉTICA E MORAL - Caso 1

Caros alunos (Jornalismo e Publicidade)...
Em reflexão ao que temos discutido em sala de aula a respeito dos conceitos de ética e de moral, segue abaixo uma situação para mais uma vez pensarmos... 
No comentário, além da explicação das questões, expressar sua opinião pessoal.  

PARA PENSAR!!!

O caso exposto, trata-se de uma postura ética (ou antiética), moral (ou imoral) ou ético-moral (ou antiético e imoral)???
Quando um fato totalmente cultural, específico de um povo deve ser considerado ético? Pensemos!!!



A HISTÓRIA OCULTA DO MUNDO ISLÂMICO: A PEDOFILIA DO HAMAS

(Mariana Leão - repórter da rede Record de Televisão)


Recebi por e-mail (Clique no link para ler o e-mail na íntegra) uma das histórias mais SÓRDIDAS de abuso infantil, torturas e sodomização do planeta, vinda do fundo dos esgotos de Gaza: os casamentos pedófilos do Hamas, que envolvem até crianças de 4 anos. Tudo com a devida autorização da lei do islamismo radical. 
A denúncia é do Phd Paul L. Williams e está publicada no blog thelastcrusade.org. Um evento de gala ocorreu em Gaza. O Hamas foi o patrocinador de um casamento em massa para 450 casais. A maioria dos noivos estava na casa dos 25 aos 30 anos; a maioria das noivas tinham menos de dez anos.

Grandes dignatários muçulmanos, incluindo Mahmud Zahar, um líder do Hamas foram pessoalmente cumprimentar os casais que fizeram parte desta cerimônia tão cuidadosamente planejada.
"Nós estamos felizes em dizer à América que ela não pode nos negar alegria e felicidade", Zahar falou aos noivos, todos eles vestidos em ternos pretos idênticos e pertencentes ao vizinho campo de refugiados de Jabalia.
Cada noivo recebeu 500 dólares de presente do Hamas.
As garotas na pré-puberdade (pré-puberdade?????), que estavam vestidas de branco e adornadas com maquiagem excessiva, receberam bouquets de noiva.
"Nós estamos oferecendo este casamento como um presente para o nosso povo que segue firme diante do cerco e da guerra", discursou o homem forte do Hamas no local, Ibrahim Salaf. 
Noivas de 4 a 10 anos e presentes de $500 
O Centro Internacional Para Pesquisas Sobre Mulheres estima agora que existam 51 milhões de noivas infantis vivendo no planeta e quase todas em países muçulmanos.
Quase 30% destas pequenas noivas apanham regularmente e são molestadas por seus maridos no Egito; mais de 26% sofrem abuso similar na Jordânia. 
Todo ano, três milhões de garotas muçulmanas são submetidas a mutilações genitais, de acordo com a UNICEF. A prática ainda não foi proibida em muitos lugares da América.

Segue outras fotos da cerimônia










Postar um comentário

DIRETO AO ASSUNTO - TEMAS DO BLOG